O que é Estomatologia?

Estomatologia é a área da odontologia que estuda, diagnostica e trata alterações patológicas ou fisiológicas relacionadas à boca e ao aparelho estomatognático. Portanto, a estomatologia é área da odontologia se dedica ao diagnóstico e tratamento tanto das alterações mais simples relacionadas aos tecidos moles e glândulas salivares, quanto as mais complexas relacionadas as estruturas ósseas dos maxilares e da face.

 

O que é aparelho estomatognático?

Aparelho estomatognático é todo complexo bucal, constituído pelos lábios, gengiva, mucosa, ossos maxilares (maxila e mandíbula), rebordo alveolar, elementos dentários, língua, palato duro, palato mole, glândulas salivares maiores, glândulas salivares menores, tonsilas palatinas e orofaringe.

 

Como atua o cirurgião-dentista na área da estomatologia?

O cirurgião-dentista que atua na área da estomatologia deve, primeiramente, promover a prevenção de todas as patologias na cavidade bucal. Além disto, também é de sua competência o diagnóstico e tratamento destas patologias bucais.
Além da prevenção, o diagnóstico precoce é a principal aliada da estomatologia no tratamento das patologias bucais (hiperplasias, leucoplasias, eritroplasias, papilomas, nevos, aftas, herpes, candidíases, cistos, tumores e outros), por isto, tanto o autoexame realizado pelo paciente, quanto os controles periódicos no cirurgião-dentista ajudam a identificar estas lesões bucais no início do seu desenvolvimento e, desta forma, o tratamento normalmente é mais simples e menos invasivo.

 

Quais os tipos de doenças que são tratadas pelo cirurgião-dentista que atua na área da estomatologia?

O cirurgião-dentista que atua na área da estomatologia é responsável pelo diagnóstico e tratamento das patologias da boca, dentre as quais podemos citar: hiperplasias de mucosa, gengiva ou músculos; leucoplasias (lesões brancas); eritroplasias (lesões vermelhas); papilomas (HPV); nevos (lesões negras); aftas (úlceras); herpes; candidíases; cistos; tumores; xerostomia (boca seca); lesões associadas ao HIV; doenças infecciosas com manifestação bucal; doenças auto-imunes (líquen plano), entre outras.

 

Qual é a atuação do cirurgião-dentista nos casos câncer bucal?

Em geral, o tratamento do paciente com câncer envolve uma equipe multidisciplinar e a estomatologia é uma das áreas envolvidas. Dentro da Estomatologia, existe uma subárea responsável pelo suporte a pacientes com câncer (sarcomas e carcinomas). De uma forma geral, os pacientes que irão se submeter a tratamento quimioterápico, transplante de medula óssea e radioterapia na região de cabeça e pescoço devem passar por uma avaliação odontológica antes de iniciar o tratamento oncológico para adequação da cavidade bucal e manutenção da sua saúde.

 

Quem deve consultar com o cirurgião-dentista que atua na área da estomatologia?

Todas as pessoas que suspeitem de alguma lesão ou alteração bucal. Pessoas fumantes, que ingerem álcool com frequência e com pele clara são pacientes de riscos ao câncer bucal e, portanto, devem fazer consultas preventivas para que qualquer anormalidade seja diagnosticada precocemente.