Cirurgia dos sisos

Os terceiros molares, popularmente conhecidos como dentes do siso, são os últimos dentes das arcadas dentárias a se desenvolver e tendem a aparecer na boca ao final da adolescência. Geralmente, os pacientes apresentam quatro sisos, dois superiores e dois inferiores. Em alguns casos, por questões genéticas, algumas pessoas apresentam menos sisos ou, até mesmo, nenhum. Como estes dentes são os últimos a nascer, muitas vezes não restam espaços para sua irrupção e, desta forma, permanecem retidos no interior dos maxilares. Isto traz uma série de riscos e, por este motivo, a remoção profilática dos sisos tem sido amplamente recomendada.

Figura 1. Motivos para cirurgia de remoção dos sisos (terceiros molares).

Quantos sisos uma pessoa possui?

Geralmente, uma pessoa possui dois sisos superiores, um direito e outro esquerdo, e dois inferiores, também direito e esquerdo.

Em que idade os sisos nascem?

A irrupção dos sisos ocorre normalmente entre os 17 e 20 anos de idade, portanto, são os últimos elementos da arcada dentária a nascer.

Por quê, em alguns casos, os sisos não nascem?

A maioria das pessoas não tem espaço suficiente para os dentes do siso e, por conta disto, o dente torna-se impactado, ou seja, permanece retido (incluso) no interior dos maxilares. Em outros casos, o siso pode estar mal posicionado, o que dificulta a sua irrupção.

O que pode acontecer caso os sisos permaneçam retidos?

Os dentes que permanecem retidos possuem alto potencial de produzir problemas periodontais e reabsorções das raízes dos dentes vizinhos, cáries ocultas, infecções bastante dolorosas e com alto potencial de disseminação e, por fim, lesões císticas e tumorais.

O que acontece se o dente do siso nascer parcialmente?

Isto ocorre geralmente por falta de espaço na arcada dentária ou pelo mau posicionamento dos sisos, que dificultam o processo de irrupção. Nestes casos, é bastante comum o paciente apresentar dificuldade de higiene, especialmente na região da gengiva que recobre parcialmente o dente do siso. Com o acúmulo de alimento e colonização de bactérias nesta região, desenvolve-se um processo infeccioso em torno dos sisos, denominado pericoronite, que resulta em edema (inchaço), dor e até mesmo drenagem de secreção (pus).

Quando é indicada a extração do dente do siso?

A remoção dos dentes do siso está indicada para a grande maioria das pessoas, exceto quando há espaço suficiente e o dente irrompe na época certa. Nos demais casos, quando o dente do siso permanece total ou parcialmente retido (incluso), seja por falta de espaço na arcada, por mau posicionamento do dente ou por outros tantos motivos, a remoção dos sisos é indicada de forma profilática para evitar maiores problemas (problemas periodontais, reabsorções radicular dos dentes vizinhos, cáries ocultas, infecções, lesões císticas e tumores).

Cirurgia de outros dentes inclusos

Além dos dentes dos sisos, outros elementos dentários podem ficar retidos (inclusos) no interior dos maxilares. Os mais comumente envolvidos são caninos e pré-molares, mas qualquer dente pode ficar retido caso haja alguma alteração do seu processo de irrupção.

Quais são os outros dentes que podem ficar inclusos?

Qualquer dente pode ficar retido (incluso) no interior dos maxilares, seja por falta de espaço, por mau posicionamento ou por outros problemas que impeçam sua irrupção. Os dentes mais comumente envolvidos são caninos superiores e pré-molares inferiores, mas qualquer um dos dentes, até mesmo dentes extranumerários, podem ficar retidos no interior dos maxilares. Os caninos superiores e pré-molares inferiores são mais acometidos devido a sua época de irrupção, já que os demais dentes nascem primeiro e ocupam a maior parte do espaço disponível nas arcadas. Desta forma, excluindo os terceiros molares, estes são os últimos dentes a nascer e, se os demais dentes ocuparem os espaços disponíveis na arcada, estes dentes não conseguem completar sua irrupção.

O que são dentes extranumerários?

Dentes extranumerários ou supranumerários são, como o próprio nome sugere, dentes extras. Desta forma, algumas pessoas possuem um número maior de dentes e com frequência isto traz prejuízos ao paciente. Desta forma, absolutamente todos os dentes extranumerários tem indicação de remoção.

Todos os dentes retidos no interior dos maxilares tem indicação de remoção?

Não, excetuando dentes extranumerários e sisos, que devem sempre ser removidos. Nos demais casos, quando não há espaço suficiente para irrupção e o tratamento para colocação do dente envolvido em uma posição normal apresenta um certo grau de complexidade, a remoção do dente retido pode ser uma boa solução. Todavia, quando há possibilidade de tracionar o dente envolvido e com tratamento ortodôntico colocá-lo em posição, esta é o melhor tratamento para estes casos.

O que é tracionar o dente? Como é feito isto?

Tracionar o dente (tracionamento dentário ou tração ortodôntica) é, em palavras mais claras, puxar o dente para sua posição normal. Isto é feito através de uma pequena cirurgia que permite a instalação de dispositivos ortodônticos que puxam o dente até a sua posição normal. Este tratamento deve ser feito em conjunto pelo ortodontista e pelo cirurgião bucomaxilofacial